A Universidade Licungo e instituições governamentais dialogaram no passado dia 07 de Junho sobre o alimento seguro na Província Zambézia. Para marcar as celebrações do dia mundial da Segurança dos Alimentos, a Faculdade de Ciências Agrárias organizou um conjunto de palestras com o propósito de unir sinergias com vista a tomar um posicionamento para a melhoria da qualidade dos produtos alimentares.

Em jeito de abertura, a Prof.ª Doutora Gina Sitoe, Directora-adjunta para a Pós-graduação na Faculdade de Ciências Agrárias afirmou que o acesso aos alimentos seguros é essencial para a saúde e o bem-estar da pessoas e do ambiente e todos têm um papel a desempenhar para garantir que os alimentos que comemos sejam seguros e não prejudiquem a saúde, desde o campo de produção à mesa do consumidor.

O evento contou com a participação de palestrantes de diversas instituições com destaque para Eng.ª Isabel Oliveira da Direcção Provincial de Agricultura e Pescas da Zambézia, Dr. José Zambo da Direcção Provincial da Indústria e Comércio e da Dr.ª Irene Brasílio da Inspecção Nacional das Actividades Económicas. A Dr.ª Stelia Nahia, da Faculdade de Ciências Agrárias, foi a moderadora do evento.

O Dr. Sérgio Ernesto, Director da Faculdade, afiançou que a Faculdade que dirige tem promovido, através do Departamento de Ciências Alimentares, investigação e processamento de produtos cultivados nas sessões de aulas práticas pelos estudantes. Acrescentou também que “ainda constitui um desafio abordar a questão da segurança dos alimentos em uma região altamente afectada pela fome e pela desnutrição crónica, mas é necessário reflectir em torno deste assunto para despertar nas pessoas a consciência de consumir sempre alimentos seguros”.

Participaram do evento estudantes, docentes e investigadores da Faculdade Ciências Agrárias, entidades governamentais, parceiros de cooperação e órgãos de comunicação social que actuam na província da Zambézia.

GCCI

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.