O Anfiteatro da UniLicungo-Extensão da Beira, acolheu no dia 11 de Janeiro de 2020, as primeiras defesas de Mestrado em Ensino de Filosofia. Um Momento de reflexão e partilha de conhecimentos, em que os candidatos apresentaram temas que mexem com a sociedade moçambicana e o mundo. Sendo no total três, nomeadamente: Alberto Samuel, com o tema: “A Banalidade do Mal” em Hannan Arendt e o “Mistério do Mal” em Giorgio Agamben; Paulino Magandane Mabote, com o tema: Liberdade Emancipatória de Kwame Nkrumah à Liberdade Histórica de Severino Ngoenha e Henriqueta Maria António com tema: a Autonomia Racional à Autonomia Pedagógica: um confronto entre Immanuel Kant e Paulo Freire.

De referir que o evento contou com a presença de personalidades que marcam a Filosofia Moçambicana, com destaque para o Prof. Doutor Severino Elias Ngoenha.

Pinto Impito, DCCI

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *